Entre em contato com um de nossos especialistas!

Como preservar a segurança das crianças no condomínio

Garantir a segurança, principalmente das crianças, é fundamental em qualquer condomínio. Neste caso, o síndico tem um grande desafio nas mãos – tornar o local agradável e seguro, seguindo as normas vigentes do local.

As áreas comuns dedicadas a este público deve estar de acordo com as normas da ABNT (Associação Brasileiras de Normas Técnicas) e sempre passando por manutenções preventivas. Além disso, áreas como garagem e piscina devem ter crianças apenas sob a supervisão de um adulto.

São diversos detalhes que podem fazer do condomínio um lugar tranquilo para os pais e divertido para as crianças, de forma que todos os condôminos possam viver em paz. Para facilitar a prevenir acidentes, conheça agora algumas medidas que podem ser adotadas de forma simples e que trarão muitos benefícios ao seu condomínio.

Cuidado redobrado na piscina

Grande atrativo para as crianças, o local é considerado um dos mais perigosos quando elas estão sem supervisão de um adulto. De acordo com a ONG Criança Segura, o afogamento é a segunda maior causa de mortes no Brasil.

A recomendação é que haja grades ou portões em volta da piscina, além de pisos antiderrapantes que evitam quedas acidentais. Além disso, vale verificar a pressão do bombeamento de água e instalar grelhas protetoras que evitam que partes do corpo sejam sugadas.

Playground mais seguro

Esse é o espaço do condomínio que geralmente a crianças mais ocupam, e por isso merece ações preventivas. Os pisos emborrachados amortecem impactos e evitam acidentes graves. Para acompanhar a decoração do espaço, há modelos coloridos e temáticos que valorizam o local.

As quinas também devem ser arredondadas e o mobiliário não pode ter parafusos sobressalentes ou rebarbas de metal. Os protetores de tomada também são bem-vindos. No banheiro, a recomendação é instalar travas no vaso sanitário.

Subida e descida sem acidentes

As escadas e elevadores (incluindo a área de máquinas e os centros de medição​) do condomínio também merecem atenção. Uma recomendação do corpo de bombeiros é a instalação de faixas antiderrapantes nas escadas. No caso dos elevadores, é essencial que elas só entrem acompanhadas do responsável.

Outro local que precisa de cuidado é a garagem. Crianças menores se tornam um ponto cego para o motorista, podendo causar acidentes até mesmo fatais.

Outra recomendação é não deixar que crianças com até 10 anos circulem sozinhas pelo condomínio. Além disso, os apartamentos devem se atentar com sacadas e janelas, que devem ser protegidas com vidros ou telas. E em caso de algum material danificado pelos pequenos, é fundamental comunicar os pais o quanto antes.

Com essas simples atitudes, seu condomínio estará protegido e preservando a segurança das crianças. Mantenha o monitoramento e as manutenções preventivas e oriente os funcionários a orientar os pequenos sobre as formas corretas de se portar no condomínio.

A DGT Condomínios está sempre em busca de inovação para tornar a gestão de condomínios mais simples e prática, com profissionais qualificados todas as atividades necessárias com qualidade e eficiência. Quer saber o que a DGT pode fazer por você? Solicite agora um contato!



  • Bertioga
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe
  • São José dos campos
  • Campinas
  • Jundiaí
  • Sorocaba
  • Indaiatuba
  • São José do Rio Preto
  • Itatiba
  • Amparo
  • Barueri
  • Ribeirão Preto
  • Marília
  • Louveira
  • Paulínia
  • Bauru
  • Valinhos
  • Bragança Paulista
  • Araraquara
  • Americana
  • Atibaia
  • Taubaté
  • Araras
  • São Carlos
  • Itupeva
  • Mendonça
  • Itu
  • Vinhedo
  • Marapoama
  • Votuporanga
  • Hortolândia
  • Araçatuba
  • Jaboticabal
  • Sertãozinho